LATAM reorganiza área de vendas em busca de assertividade

A LATAM Airlines Brasil está reorganizando parte de sua área de vendas com o intuito de reforçar sinergias e qualificar ainda mais as estratégias focadas nos clientes. Dessa forma, André Sena Keresztes, gerente sênior de e-commerce, experiência digital e ancillaries, assume também a liderança dos canais corporativo, consolidadores e as agências de turismo, incluindo operadores e OTA (Online Travel Agencies). Permanecem como heads dessas áreas Fernanda Reis, em parceria com Erik Rantin e Daniel de Almeida; Antenor Soares e Vitor Megale, respectivamente.

A alteração faz parte da estratégia da companhia para tornar a estrutura de vendas mais simples e focada em singularidades dos perfis dos clientes, reforçando a eficiência desse relacionamento. “O olhar integrado fará com que aportemos ainda mais assertividade nas soluções”, diz André Sena Keresztes. Ainda em 2017, a meta é desenvolver novos recursos para o público corporativo e assegurar a transição para o novo host da companhia em 2018 da forma mais eficaz possível e de forma integrada em todos os canais de distribuição de vendas.
André Sena Keresztes
Além disso, segundo o executivo, outra prioridade é continuar melhorando a experiência dos clientes em todas as plataformas digitais. “Somos uma geração de conectados no qual 70% do tempo é de navegação no meio digital e, portanto, nada mais natural do que utilizar essas ferramentas para, alinhado aos demais canais de vendas, facilitar e melhorar a experiência do cliente”, diz.
O processo de alteração das estruturas de vendas se iniciou ainda no primeiro trimestre deste ano, quando a empresa implementou a divisão das gerências por canais. Com isso, a área passou a focar no atendimento ainda mais próximo aos clientes por meio de executivos exclusivos. No mesmo período, Igor Miranda passou a acumular também a diretoria de marketing e e-commerce. “O ano de 2017 é muito importante para a companhia e todos estamos alinhados com um só propósito: entregar ao cliente o que exatamente ele precisa. Neste contexto, faz todo sentido termos a estrutura capaz de ter visão sistêmica de nosso trabalho”, diz Miranda.
]]>

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *