Conheça Daintree a floresta mais antiga do planeta

A duas horas de carro a norte de Cairns, fica a região de Daintree, patrimônio da humanidade. Diz-se que lá a primavera aparece com frequência, ao todo, são mais de 135 milhões de primaveras. Essa repetição certamente não inibiu a criatividade da natureza. Além de ser a floresta tropical mais antiga do mundo, Daintree também é o habitat natural da maior variedade de animais e plantas do mundo. Venha visitá-la no seu período mais vibrante, a primavera, quando as temperaturas são agradáveis, e os temporais da estação das chuvas ainda não começaram. Ouça o coro dos pássaros migratórios ao amanhecer, nade em praias de águas calmas e admire as orquídeas florescerem nas margens das florestas. É possível chegar a Daintree de Cairns, Port Douglas, Cape Tribulation e Cooktown. Faça uma viagem de um dia ou se hospede em um alojamento ecológico dentro da floresta tropical ou na pitoresca vila de Daintree no Daintree River. Depois, a boa pedida é observar de perto a diversidade de Daintree por uma passarela aérea ou em uma das muitas trilhas de caminhada. Borboletas de cores vibrantes, cangurus ratos e o tímido casuar em extinção, com seu pescoço azul e manto real, dão suas caras em Daintree. Maravilhe-se com a antiga samambaia zamia de 600 milhões de anos, com um sistema de tronco dentro da terra que evoluiu para se proteger dos dinossauros. Navegue pelo Daintree River margeado por manguezal, passando por crocodilos e avistando tartarugas em riachos claros e brilhantes. Um terço das espécies de sapos, marsupiais e répteis da Austrália e praticamente dois terços das suas espécies de morcegos e borboletas podem ser encontrados por baixo da densa copa das árvores de Daintree.
Essa vasta região de floresta tropical também inclui aproximadamente 430 espécies de pássaros, incluindo 13 que não são encontrados em nenhuma outra parte do mundo. Você pode acordar com seu coro matinal em uma casa na árvore ou ouvi-los pairarem pelo rio ao amanhecer. Na primavera, a sintonia se torna mais intensa, quando as aves cantam para proteger o território de acasalamento ou atrair o parceiro. Ouça o canto de tenor da pomba das frutas, o melancólico canto do tordo pintado e o grasnar da ave nightjar de rabo comprido. A partir de setembro, você também pode observar os glamourosos honeyeaters (papa mel), de costas marrom e os martins-pescadores da Austrália. Os cucos chegam em novembro com as tempestades, iniciando seu chamado estridente ao amanhecer.
Atravessando as árvores, a Daintree também oferece praias selvagens com águas rasas, mornas e tropicais. Elas podem ser encontradas ao norte, perto de Cape Tribulation, onde a floresta tropical se encontra com a Grande Barreira de Corais. É o único lugar do mundo onde se encontram dois patrimônios da humanidade. Relaxe em Coconut Beach, ande de bicicleta na Donovans Beach ou acampe pelas areias da Noahs Beach. Para uma aventura realmente radical, pegue um veículo com tração nas quatro rodas e siga a trilha de Bloomfield Track até Cape Tribulation.
Para realmente apreciar este cenário selvagem e mágico, faça um passeio com os habitantes originais do local, o povo Kuku Yalanji. Faça uma visita guiada pelas trilhas tradicionais ao longo da Mossman Gorge. Aprenda como eles utilizam a floresta tropical para obter alimentos, medicamentos, abrigo e amparo espiritual há mais de 9.000 anos. Pesque percas-gigantes e faça refeições tradicionais. Também é possível visitar uma cachoeira com poderes de cura sagrados e saber mais sobre as cinco estações distintas de Kuku Yalanji. A primavera começa no final da estação fria de Buluriji em setembro e dura toda a estação quente de Wungariji, em novembro.
A natureza é a mesma de há milhões de anos em Daintree. A primavera repete sua beleza, que, a cada ano, é simplesmente revigorante.
]]>

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *