Avianca Argentina deixa de operar por seis meses

A partir desta sexta-feira, a Avianca Argentina deixará de voar no país. Hoje cancelou todos os seus vôos, devido a uma greve de 24 horas da Associação Argentina de Veículos Aerotransportados exigindo o pagamento de salários em tempo integral e “defesa da força de trabalho”.

“Não podemos competir nas condições atuais porque, por exemplo, na rota para Mar del Plata, a Aerolíneas Argentinas nos coloca um voo acima do nosso, com um jato, a um preço menor e em 12 parcelas”, disse Colunga. “É impossível competirmos assim, então vamos apresentar à Administração Nacional de Aviação Civil (ANAC) uma solicitação para que deixemos de operar voos regulares por 180 dias, e nesse tempo veremos como reformulamos o negócio”.

Finalmente, o CEO da Avianca Argentina disse que “é muito provável que a empresa devolverá a aeronave turbo-combustível ATR e optar por grandes aviões para fazer vôos regionais, que é provavelmente onde a operação poderia ser melhor considerada”.