Primeiro Prosecco Rosé do Brasil ganha ouro

O Primeiro Prosecco Rosé do Brasil estreou com medalha de ouro naquele que é o mais respeitado concurso latino-americano, o Catad’Or Wine Awards, no Chile. O Espumante Garibaldi Prosecco Rosé, da Cooperativa Vinícola Garibaldi, apresentado em abril deste ano, venceu na categoria ‘vinho espumante rosé’. Há apenas três meses no mercado, essa já é a segunda premiação que o rótulo conquista: a primeira foi na Grande Prova Vinhos do Brasil, também com medalha de ouro.

“Estamos verdadeiramente orgulhosos. Primeiro, pelo pioneirismo da Cooperativa Vinícola Garibaldi, que ousou inovar e trouxe ao mercado um produto inédito, o Prosecco Rosé. E, também, pelo reconhecimento que esse produto vem conquistando muito rapidamente, o que atesta seus diferenciais em termos de qualidade, característica essa que acompanha toda a linha de bebidas da marca. Trabalhamos durante muito tempo para que a Cooperativa Vinícola Garibaldi alcançasse esse patamar de excelência e estamos muito satisfeitos com o desempenho de nossos produtos”, garante o presidente da cooperativa, Oscar Ló.

Outros dois rótulos da Cooperativa Vinícola Garibaldi também foram premiados no Catad’Or Wine Awards: o Espumante Garibaldi Moscatel e o Espumante Garibaldi Prosecco levaram medalhas de prata.

Em 2019, a Cooperativa Vinícola Garibaldi já soma 45 premiações, desempenho que referencia seu compromisso com a qualidade dos rótulos, resultado de um trabalho que inicia com orientações às famílias associadas sobre cuidados nos vinhedos, passa pelos processos de vinificação e perdura até a chegada das garrafas ao mercado.

Conheça o Primeiro Prosecco rosé do Brasil

O Garibaldi Prosecco Rosé Brut apresenta um perfil aromático mais complexo, encontrando notas florais, cítricas e de frutas vermelhas frescas. O segredo, de acordo com o enólogo Ricardo Morari, está na adição de uma pequena porcentagem de uvas tintas Pinot Noir à elaboração do Garibaldi Prosecco Rosé Brut. “Como nosso objetivo era que a bebida permanecesse leve e fresca, prevalecendo características da Prosecco, utilizamos um percentual de Pinot Noir em torno de 5%, somente para dar o toque necessário de cor”, explica. No paladar, apresenta o mesmo frescor e cremosidade do branco, porém, com retrogosto mais frutado. Para harmonizar, vale degustar o espumante com canapés, saladas, sopas cremosas, peixes leves, frutos do mar e queijos.