Especialista alerta para os cuidados ao contratar táxi-aéreo

Acidentes aéreos com repercussão nacional marcaram o primeiro semestre de 2019. Entre as vítimas, o cantor Gabriel Diniz e o jornalista Ricardo Boechat estavam em aeronaves sem autorização para transporte regular de passageiros. O assunto tem preocupado o setor aéreo brasileiro e será um dos tópicos da palestra “Como contratar táxi-aéreo no Brasil? O que devo saber?”, que será ministrada pelo engenheiro aeronáutico Shailon Ian, CEO da Vinci Aeronáutica e fundador do Centro de Treinamento Online em Aviação Civil Vinci Ideas, no dia 15 de agosto, a partir das 15h30, na Labace 2019 (Annual Latin American Business Aviation Conference & Exhibition), no Aeroporto de Congonhas.

O especialista pontua que o setor precisa seguir as regulamentações estabelecidas, que não foram criadas automaticamente, mas a partir de estudos e da experiência acumulada desde 1944. “Os regulamentos aeronáuticos buscam estabelecer critérios mínimos a serem seguidos pelos integrantes da indústria em questão. Tampouco a regulamentação é uma exclusividade brasileira, ela existe de maneira muito similar em todos os países signatários da convenção de Chicago e membros da ICAO (Organização da Aviação Civil Internacional)”, afirma Shailon Ian.

O engenheiro lembra que a regulamentação da operação das aeronaves seguem critérios diferentes. “Assim sendo, uma aeronave utilizada para transporte particular possui menos requisitos legais a serem cumpridos do que a aeronave utilizada para táxi-aéreo, que por sua vez possui menos requisitos legais a serem cumpridos do que as grandes aeronaves utilizadas para transporte regular de passageiros”, aponta o CEO da Vinci Aeronáutica.

“Por isso, não é válido o argumento de que um avião particular com boa gestão é tão seguro quanto um avião de taxi aéreo. Manter uma aeronave privada dentro da regulamentação é muito mais simples e barato do que manter a aeronave segundo as regras e regulamentos de operadores comerciais”, aponta o engenheiro aeronáutico.

Sobre Shailon Ian

Shailon Ian tem mais de 20 anos de experiência em aviação civil, formou-se como engenheiro aeroespacial pelo ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica) – a principal escola no Brasil para o setor aeroespacial e aeronáutico – e serviu como tenente engenheiro durante cinco anos na Força Aérea Brasileira (FAB), onde trabalhou na Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) e realizou mais de 200 auditorias de aeronaves e empresas em todo o mundo. Depois de deixar a organização, tem atendido clientes na área privada, trabalhando com todas as marcas e modelos de aeronaves e helicópteros corporativos. Desde 2015, é presidente e fundador da Vinci Aeronáutica, maior empresa especializada na inspeção de aeronaves e operadores para bancos, seguradoras e empresas de leasing do hemisfério sul. Ele também é fundador do Centro de Treinamento Online em Aviação Civil Vinci Ideas.