Argentina, Jujuy, amor a primeira vista

Uma sucessão de vilas imperdíveis através de um circuito de 155 quilômetros ao longo da Rota Nacional N ° 9, de León a Tres Cruces. Turistas locais e internacionais chegam a este canto da Argentina com o entusiasmo de conhecer sua cultura e paisagens.

cavalgada-nas-montanhas
Argentina, Jujuy, cavalgadas na naureza, foto divulgação.

No meio, aparece Tilcara, uma das aldeias mais famosas da Quebrada. Lá, entre ruas estreitas, cheias de charme, com suas boates, o visitante pode viver de perto o ritmo do norte. Além disso, a poucos quilômetros do centro está o Pucará, um dos sítios arqueológicos mais reconhecidos do país.

Em um desvio ao longo da Rota Nacional nº 52, Purmamarca está localizada, outra das cidades da região que recebe mais turistas. Sob a órbita da Colina das Sete Cores, esta pequena vila se torna gigante ao longo dos anos. A partir daqui, percorrendo mais alguns quilômetros e atravessando a majestosa Cuesta de Lipán, também é possível chegar às Salinas Grandes, um incrível deserto de sal.

mantas-artesanais
Argentina, Jujuy, mantas artesanais, foto divulgação.

Humahuaca é a cidade homônima e a maior em termos de população. De lá, os ônibus partem para visitar Iruya, outra cidade icônica do norte, na província de Salta.

Huacalera, com seu monólito que presta homenagem ao Trópico de Capricórnio, e Maimará, conhecido por seus vinhos de altura, são outras das paradas mais comuns.

Em 2003, a Quebrada foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

pulando no deserto
Argentina, Salinas Grandes, deserto de sal, foto divulgação.

Localização
Província de Jujuy, região norte.
Quando ir
Ano inteiro. No verão, começam os carnavais, que são muito coloridos e festivos. Além disso, o tradicional Festival Pachamama é comemorado em agosto, uma celebração que homenageia a Mãe Terra.

Fique uma semana. O ideal é visitar as diferentes aldeias, contemplar suas tradições, provar a gastronomia – as empanadas, o locro, a humita in chala e as tamales, entre outras – e fazer contato com as comunidades nativas. Em épocas de carnaval, recomenda-se reservar a hospedagem com antecedência.

Como chegar
De San Salvador de Jujuy, capital da província de Jujuy (a 1500 quilômetros de Buenos Aires), é acessada pela Rota Nacional N ° 9 em direção ao norte.

Recomendação

Coluna de Turismo recomenda sempre nesta região calçados confortáveis, mesmo no calor, usar bota de caminhada e recomendado, sempre levar uma garrafinha de água, chapéu e protetor solar. Demais e só curtir e boa viagem.