Parques de Jeri, Lençóis e Iguaçu serão privatizados

O governo federal incluiu os parques de Iguaçu (PR), Jericoacoara (CE) e dos Lençóis Maranhenses (MA) no Programa Nacional de Desestatização (PND). A inclusão abre caminho para a concessão dos destinos, que estão entre os principais pontos turísticos do País. A medida foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (3)

Dos três locais, somente o parque do Iguaçu já cobra ingressos e conta com uma empresa que gere a visitação, a Cataratas SA. Neste caso trata-se de uma renovação da concessão. Já em Jericoacoara e Lençóis a ideia é uma “concessão da prestação dos serviços públicos de apoio à visitação, com previsão do custeio de ações de apoio à conservação, à proteção e à gestão”, de acordo com o texto.

A Casa Civil informou que o decreto é decorrente de uma recomendação do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). O texto ainda estabelece que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) poderá ser contratado para elaborar os estudos referentes às concessões e para apoiar as atividades de supervisão dos serviços técnicos e de revisão de produtos contratados.

O Parque Nacional do Iguaçu é um dos destinos mais visitados do País, famoso pelas Cataratas do Iguaçu, formadas pelas quedas de até 80 metros de altura. O parque foi criado em 1939 e em 1986, declarado pela Unesco patrimônio natural da humanidade.

Já o parque de Jericoacoara foi criado em 2002 e abriga pontos turísticos como a Pedra Furada, um dos cartões postais do Nordeste. O local conta com uma área de quase 9 mil hectares. Localizado a 250 quilômetros da capital do Maranhão, São Luís, o Parque dos Lençóis Maranhenses foi criado em 1981 e tem 155 mil hectares, dos quais 90 mil correspondem a dunas livres e a lagoas. Hoje conta com aeroporto.