Aéreas farão um único voo para as capitais

As companhias aéreas decidiram reduzir a quantidade de voos ao mínimo necessário entre as capitais do País em meio à epidemia do coronavírus. Ficou definido que haverá ao menos um voo diário de ida e outro de volta entre as capitais, após discussões entre governo, Anac (Agência Nacional de Aviação) e empresas.

Embora tenham aceitado o esquema, as companhias pedem que o governo abra linhas especiais de financiamento. Estimativas feitas pelas empresas indicam que, mesmo operando com somente um voo diário, elas terão um taxa de ocupação de cerca de 40%, o que significa que estarão registrando prejuízo.

Para aderir à redução dos voos, as empresas precisam submeter o plano de revisão para a Anac, que fica responsável pela aprovação.

A Gol anunciou nesta terça-feira 24 que fará somente 50 voos diários entre o aeroporto internacional de São Paulo, em Guarulhos, e as demais 26 capitais. As novas rotas começam a partir de sábado (28) e vão vigorar até o início de maio. Todas as operações regionais e internacionais regulares da companhia estarão suspensas.

Lembramos que os voos regionais e internacionais se encontram suspensos.