Parque das Aves lança campanha; doe

O Parque das Aves está lançando uma campanha para arrecadar fundos para continuar seu trabalho de resgate, abrigo e reabilitação de aves, além do importante trabalho de conservação. O atrativo é privado e depende exclusivamente da arrecadação da bilheteria, vendas na loja e nos restaurantes para se manter, mas com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) teve sua situação financeira comprometida, pois está fechado desde o dia 18 de março. As doações podem ser feitas pela internet no link http://parquedasaves.com.br/doe

Os custos de manutenção são altos. Em 2019, o Parque gastou mais de R$ 800 mil apenas com a alimentação das aves. Isso porque diariamente são elaboradas mais de 3.000 refeições para os animais. Durante 2019, o atrativo utilizou 40 toneladas de rações e 60 toneladas de vegetais, carnes, ovos e suplementos.

Somado a tudo isso, uma equipe especializada de tratadores, preparadores de alimentos, veterinários, biólogos e zootecnistas, além de profissionais de outras áreas, precisam estar disponíveis todos os dias. Isso sem contar diversos outros gastos, como água, luz, remédios, equipamentos e muitas outras coisas.

“Não existe a possibilidade de pausarmos nosso trabalho em resgate, abrigo e conservação de aves, além do grande peso de mantermos as que vivem aqui no Parque. E isso requer muito expertise e altos custos. Por isso somos muito gratos por qualquer contribuição que possa nos ajudar e apoiar esses esforços em tempos como esses. E cada doação é especificamente usada nesses trabalhos de resgate, abrigo e conservação”, comenta Carmel Croukamp, CEO do Parque.

 

Qualquer valor pode ajudar

 

A campanha está no ar desde a semana passada e várias pessoas já fizeram doações. O valor é livre, e um número considerável de apoiadores doaram R$ 5 e R$ 10 para o trabalho do Parque das Aves. Além disso, algumas empresas doaram serviços e produtos para o Parque.

“Ficamos muito felizes com a reação das pessoas. A campanha começou porque muitas entraram em contato conosco pedindo uma forma de ajudar. Então decidimos bolar um canal que oferecesse uma maneira das pessoas participarem do nosso trabalho, apoiando com qualquer valor”, diz Carmel.

Até o momento em que o release foi feito, aproximadamente 100 pessoas tinham feito doações pela plataforma.

Importante trabalho de resgate

 

Mesmo fechado, o Parque continua recebendo animais de resgate, trazidos pelos órgãos ambientais. O Parque das Aves acaba sendo uma esperança para animais muitas vezes feridos e maltratados, que não têm possibilidade de voltar ao seu ambiente de ocorrência e precisam de um novo lar.

“O Parque das Aves é a única instituição no mundo focada no cuidado de aves da Mata Atlântica, bioma mais devastado do Brasil. O foco do nosso trabalho são as 120 espécies e subespécies em risco de extinção, mas recebemos aves resgatadas com uma frequência alta, além de nos disponibilizarmos a receber aves de todo o Brasil que estavam em Centros de Triagem e Reabilitação de Animais Silvestres (CETRAS). Tudo isso tem um custo muito alto, e para não pararmos, agora precisamos mais do que nunca da colaboração das pessoas para continuar”, diz Carmel.

O trabalho de monitoramento da qualidade de vida geral dos animais também precisa ser constante para que as espécies se mantenham bem e com seus comportamentos naturais. Sem dinheiro em caixa, isso pode acabar.

Apoio a espécies na natureza

O Parque mantém ainda pesquisadores atuando em campo e tem sob sua tutela projetos de conservação como o Projeto Papagaio-verdadeiro e o Projeto Papagaio-chauá, além de apoiar outros financeiramente e com pessoal especializado.

“Mesmo com a crise causada pelo Covid-19, os projetos não podem parar, pois os técnicos em campo realizam um trabalho essencial para manter espécies em risco de extinção seguras”, finaliza Carmel.

O Parque das Aves também reproduz jacutingas e outras espécies, como o periquito-de-cara-suja para serem reintroduzidas na natureza e mantém uma população de mutum-de-alagoas nascida no local, espécie extinta na natureza.

Outros projetos

Atendendo a outro pedido do público nas redes sociais, o Parque das Aves quer ainda no mês de maio lançar um ecommerce para comercialização dos souvenirs que antes eram vendidos na loja do Parque.

“A venda desses produtos vai ser revertida para nossos trabalhos com as aves que vivem aqui e nossos projetos de conservação em campo. Estamos a todo vapor trabalhando para implementar essa loja online, e logo ficaremos felizes em divulgá-la com nossos apoiadores”, diz Carmel.