Bahamas fecha fronteiras para turistas dos EUA

Os turistas norte-americanos estão proibidos de entrar nas Bahamas após os núemros alarmantes de contagios na pandemia do COVID-19 nos EUA, disse ou do Hubert Minnis, Primeiro Ministro das Bahamas, em discurso neste domingo. Se trata de uma inversão de comportamento três semanas após as Bahamas reabrirem suas fronteiras aos turistas.

A situação nas Bahamas se deteriorou “a uma taxa exponencial desde que reabrimos nossas fronteiras internacionais” em 1º de julho, disse Minnis. O Ministério da Saúde do país notificou 49 novos casos desde que as fronteiras foram totalmente abertas, totalizando 153 casos.

Sem discurso, Minnis anunciou que a companhia aérea nacional do país, Bahamasair, cessará seus vôos para os Estados Unidos de imediato.

Para acomodar os turistas que saem das Bahamas, eles precisam negociar com as aéreas a sua saída apoé esta quarta 22 de julho..

A partir de quarta feira, nenhuma entrada será autorizada nas fronteiras seja no aeroporto internacional ou de  embarcações comerciais de transporte de passageiros. Minnis disse que a exceção será para turistas do Canadá, Reino Unido e da União Européia. Turistas pelo ar ou por mar nesses países precisarão realizar teste de saúde e ter um resultado negativo do teste rápido COVID-19 de um laboratório credenciado.

Os Estados Unidos, ou o estado da Flórida em particular (a apenas 80 quilômetros da costa), representam o maior mercado de turismo das Bahamas. O país ainda está se recuperando da devastação econômica da furação Dórian em 2019. A Flórida relatou 12.478 novos casos de COVID-19 no domingo tendo se firmado como o novo epicentro da Covid-19.

C.Turismo

colunadeturismo@gmail.com