Sandra Ripke do Transamerica Jardins dá dicas de hospedagem na pandemia

Apesar da retomada do turismo e das atrações de lazer e entretenimento em diversas cidades brasileiras, muitas pessoas ainda estão inseguras sobre a possibilidade de ficar em um hotel meio à pandemia da Covid-19. Para os turistas receosos em viajar neste momento, Sandra Ripke, Gerente Geral do Hotel Transamerica Executive Jardins dá dicas de como garantir uma hospedagem segura:

Verifique onde hotel está localizado
Antes de escolher um hotel é importante verificar o status da pandemia no destino desejado. Muitas cidades ainda registram taxas altas de transmissão e podem ser muito arriscadas para o turismo. Este índice pode ser consultado em sites oficiais das prefeituras e secretarias de saúde.

É importante também planejar o trajeto até o hotel. É preferível a utilização de veículos individuais ou que possibilitem o distanciamento seguro entre pessoas.

Consulte as políticas de segurança do hotel
Hotéis como o Transamerica Executive Jardins estão empenhados em oferecer a estada mais segura possível para seus hóspedes. Muitos empreendimentos disponibilizam em seus sites e redes oficiais o que estão fazendo para prevenção da disseminação da doença. É fundamental que o hóspede consulte todos estes protocolos e opte pelo hotel que esteja de acordo com os padrões determinados pela OMS e por órgãos municipais e federais competentes.

O Transamerica Jardins, por exemplo, implementou procedimentos para preservar a saúde de hóspedes e colaboradores. Os serviços estão mais enxutos e a capacidade máxima de operação foi reduzida para assegurar o distanciamento seguro entre as pessoas. Todas as áreas sociais, como salas de eventos e academias estão disponíveis apenas mediante agendamento prévio; materiais impressos foram retirados dos apartamentos e os cômodos ganharam novos processos rigorosos de limpeza, com rotina diária de uso de produtos especiais para uso hospitalar. Funcionários devem usar máscara, lavar as mãos frequentemente e passar por treinamentos contínuos com protocolos de limpeza e higiene.

Verifique se o hotel segue a rotina de selagem do quarto após o uso
No Transamerica Jardins os quartos são lacrados após cada saída e só recebem um novo cliente 24h depois da esterilização adequada, com produtos de limpeza certificados pela ANVISA e recomendados pela OMS. Isso impede que substâncias nocivas circulem pelo ar e garante que o vírus não propague de um hóspede para o outro.

Faça reservas canceláveis
Muitos hotéis adotaram novas políticas de reserva que vão de cancelamento grátis à flexibilidade para troca de datas. Isso foi pensado para deixar o hóspede mais confortável com a possibilidade de adiamento da viagem diante de um imprevisto. No Transamerica Jardins é possível cancelar a reserva em até 24 horas antes do check-in sem multa. Assim garantimos que nossos clientes se sintam seguros na hora da reserva.

Fique atento à alimentação
Opte por refeições no quarto e dê preferência para pratos à la carte. Por mais rigorosas que sejam as normas de segurança adotas por um restaurante, sempre há o perigo de exposição ao vírus em ambientes fechados e com o sistema de alimentação em buffet esse risco é ainda maior. Por isso recomendamos que, de acordo com as possibilidades, as refeições sejam feitas em ambientes privativo e com alimentos preparados individualmente. O Transamerica Jardins opera no momento apenas com café da manhã servido no apartamento. O Restaurante permanece fechado e as demais refeições continuam suspensas. O hóspede pode contar com serviço de entrega através de restaurantes da região.

Para finalizar, Sandra recomenda o uso uma máscara em todos os ambientes comuns, o distanciamento mínimo e a higienização constante das mãos com álcool em gel.

A relação completa de protocolos adotados pelo hotel pode ser conferida no site https://www.transamericagroup.com.br/transamerica-executive-jardins

C.Turismo

[email protected]