Coluna de Turismo :: Turismo com responsabilidade
Untitled Document
» Aviação
» Hotelaria
» Destinos nacionais
» Destinos Internacionais
» Institucional
» Eventos
» A & B
» Cultura
» Vai & Vem
» Dados & Números
» Coluna de Turismo TV
» Coluna de Turismo na Rádio

Links e Parceiros        

 
 
Clique na imagem para ampliar
Foto: Alexandre Macieira
Rio de Janeiro recebeu 160 eventos corporativos em 2013

Fonte: Editor





 

O Rio Convention & Visitors Bureau divulgou um balanço com o número de eventos realizados no Rio de Janeiro em 2013. De acordo com a entidade, um total de 160 eventos foram sediados na cidade no ano passado, concentrados prioritariamente em regiões como Centro, Barra da Tijuca e Zona Sul.

No Centro, foram 36 eventos em 2013. A área dispõe de locações de grande porte, como o Pier Mauá, único que pode receber até 10 mil pessoas ao mesmo tempo, além de espaços para eventos de pequeno e médio porte, como o SulAmérica (até 6 mil pessoas), o Lapa 40º (até 2 mil pessoas) e o Rio Scenarium (até 880 pessoas). Os dois últimos tem perfil focado na programação social de congressos e feiras. Juntos, os espaços de convenções da região somam capacidade para até 20 mil pessoas somente na região. 

Já a Barra da Tijuca recebeu 46 eventos, 22 realizados no RioCentro, com destaque para o XXXVI Congresso de Oftalmologia, que deixou para a cidade uma receita de aproximadamente US$ 10 milhões através dos seus oito mil participantes. Para o presidente executivo da entidade, Alfredo Lopes “com o crescimento da rede hoteleira e as melhorias que estão sendo desenvolvidas no bairro, a Barra firmará seu título de capital de eventos da cidade”. Dentre os mantenedores do Rio CVB, a Barra possui capacidade para receber congressos, palestras e feiras nacionais e internacionais com até 46.170  pessoas.

Alfredo também reforça a importância da construção de um Centro de Convenções de grande porte na Zona Sul do Rio. Mesmo sem um espaço adequado para eventos de grande porte, dos 160 eventos que a cidade recebeu, 70 ocorreram na região.

“A região, e por consequência, a cidade, deixa de captar eventos de grande porte devido à falta de espaço na Zona Sul”, defende Lopes, que sugere estudar a viabilidade de construção em locais como os fortes do Leme e do Posto Seis, Marina da Glória e o Centro de Convenções do Hotel Nacional, que pode ser revitalizado independente do hotel.

www.rcvb.com.br

Untitled Document
 
Home    l    Nossa Empresa    l    Equipe    l    Produtos e Serviços    l    Fale Conosco  
» Aviação » Hotelaria » Destinos nacionais
» Destinos Internacionais » Institucional » Eventos
» A & B » Cultura » Vai & Vem
» Dados & Números » Coluna de Turismo TV » Coluna de Turismo na Rádio
Desenvolvimento