Conservação Internacional apoia Turismo com Mentorias; inscreva-se aqui

Iniciativas comprometidas com o turismo sustentável e regenerativo no Extremo Sul da Bahia estão convidados a se candidatar para a 2ª edição da Mentoria para Pequenos Negócios de Turismo, da Conservação Internacional (CI-Brasil). O edital está aberto entre 14 de maio e 3 de junho e contempla 20 vagas, 10 delas para iniciativas que atuam no turismo do Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, na Resex de Cassurubá e entorno.

 

Com o objetivo de impulsionar pequenos negócios que contribuem para um turismo de impactos positivos na região, a iniciativa faz parte do projeto Turismo + Sustentável, da CI-Brasil, que será realizada em parceria com a Aliança Futuri e Raízes Desenvolvimento Sustentável. 

 

As iniciativas aprovadas no edital vão receber mentorias coletivas com especialistas do mercado de turismo sustentável e regenerativo; assessorias individuais com madrinhas indicadas para cada negócio; suporte para aprimoramento em 6 áreas: estrutura e governança, pessoas, produtos e serviços, comunicação e mercado e desenvolvimento local; além de capital semente de até R$ 15.000 para investimento em melhorias do negócio.

 

Podem se inscrever iniciativas, formalizados ou não, que estejam em estágio inicial de operação em um dos nove municípios de abrangência do território de atuação da Futuri: Nova Viçosa, Caravelas, Alcobaça, Prado, Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália, Belmonte, Canavieiras e Una. Os negócios podem atuar com turismo ou áreas correlatas, como artesanato e cultura. É importante ter dois representantes disponíveis para participar das mentorias, com dedicação aproximada de 8 horas semanais, além de acesso a internet estável para as mentorias online. 

 

“Por quase três décadas, a Conservação Internacional tem se dedicado ao desenvolvimento sustentável no Extremo Sul da Bahia, com ênfase em cadeias produtivas como o turismo. O nosso projeto de mentorias, no qual estamos nos encaminhando para a 2ª edição, tem como objetivo capacitar iniciativas que possuem potencial de promover um turismo mais sustentável e regenerativo no Extremo Sul da Bahia. Nas aulas, práticas mais sustentáveis são abordadas, visando a promoção da conservação da natureza e o bem-estar das pessoas. Na primeira edição, 18 empreendedores apresentaram excelentes resultados ao se mostrarem peça-chave na transformação que buscamos para o turismo local, com isso conseguimos novos apoios para uma segunda fase de mentorias que se soma aos demais esforços que temos feito em prol do turismo mais sustentável na região”, explica Thaís Guimarães, Coordenadora Sênior de Projetos da Conservação Internacional.

 

Extremo Sul da Bahia no caminho do turismo mais sustentável e regenerativo

 

Uma das regiões mais buscadas para viagens no Brasil, o Extremo Sul da Bahia é uma área importante e estratégica para o desenvolvimento de práticas mais sustentáveis e regenerativas no turismo, que possam fazer frente às ações humanas e ajudem a conservar os destinos e culturas e apoiar comunidades locais. O Projeto Turismo + Sustentável, proposto pela CI-Brasil, tem feito um importante trabalho de desenvolvimento contínuo deste território, onde a Futuri – Aliança pelo Turismo Regenerativo se apresenta hoje como uma iniciativa fundamental para desenvolver a governança local, além de promover aprendizagens e trocas sobre práticas mais sustentáveis.

 

“O Projeto Turismo + Sustentável foi um divisor de águas. Nos trouxe mais certeza do caminho que queremos percorrer e novas formas de como percorrer este caminho”, conta Tatiana Paixão, proprietária da Casa de Paixão Caraíva, uma das participantes da primeira edição de mentorias do projeto. “As temáticas abordadas abriram novas possibilidades e ajustes necessários, melhoraram a forma de apresentar o negócio, de planejar e de se posicionar. Sem contar o networking criado, que nos conecta com uma rede incrível na minha região e no Brasil, com empresas e iniciativas do turismo responsável, regenerativo e sustentável”, complementa Tatiana Paixão.

 

Os negócios inscritos no edital serão avaliados de acordo com critérios que incluem iniciativas de turismo que fortalecem as áreas naturais protegidas e comunidades tradicionais; potencial de apoiar o desenvolvimento do turismo mais sustentável e regenerativo da região; inovação no mercado será um diferencial considerado e viabilidade financeira e capacidade de crescimento. Serão privilegiados empreendimentos de comunidades tradicionais e liderados por mulheres, além de negócios aliados à aliança Futuri. O resultado dos selecionados acontece no dia 14 de junho no site e nas redes sociais da CI-Brasil.

 

Inscrições para o edital podem ser feitas, até o dia 3 de junho, pelo link:https://bit.ly/MentoriaTurismo