Festival das Cataratas bate recorde de participantes

A 19ª edição do Festival das Cataratas, realizada de 5 a 7 de junho em Foz do Iguaçu (PR), superou todas as expectativas ao registrar um recorde de 10.722 participantes e apresentar 1.246 marcas na tradicional Feira de Turismo e Negócios.

O evento se consolidou como um dos maiores do turismo no Brasil – setor que movimenta aproximadamente 8% do PIB nacional – e trouxe uma intensa programação, reafirmando a importância do setor para o desenvolvimento econômico e social do país.

O otimismo esteve presente ao longo de todo o evento, seja nos sorrisos dos participantes ou nos discursos das autoridades presentes. Durante a solenidade de abertura, o ministro do Turismo, Celso Sabino, lembrou que o Brasil foi recentemente eleito pela Revista Forbes como o melhor país do mundo para ecoturismo e também destacou duas leis aprovadas pelo Senado (a Lei da Embratur e a Lei Geral do Turismo) que devem “trazer uma série de vantagens para todos os empreendedores que vivem o turismo”.

Na feira montada no Rafain Palace Hotel & Convention, expositores de todo o Brasil ofereceram ao público uma ampla diversidade de atrações, além das inovações que estiveram presentes em cada estande, proporcionando experiências imersivas e interativas, brindes e ativações. “Mais do que proporcionar um espaço para a geração de negócios, o Festival é cenário de reencontros, network, conhecimento e confraternização entre os profissionais do trade”, destaca o idealizador e coordenador do Festival das Cataratas, Paulo Angeli.

Paulo Angeli destacou a importância de oferecer uma experiência diferenciada, onde os participantes saíssem com mais do que apenas folders, mas com lembranças e conhecimentos que perdurarão.

 

Programação paralela e benefícios para o destino

O 19º Festival das Cataratas não apenas bateu recordes de participação, como também ganhou em relevância ao reunir outras ações importantes em prol do desenvolvimento do setor, como reuniões fechadas de entidades, a Conferência de Governanças Regionais do Turismo da Macrorregião Sul e o Fórum Permanente do Sistema Nacional de Unidades de Conservação.

Além disso, integraram a programação o Fórum Internacional de Turismo do Iguassu – maior evento técnico-científico do gênero no país – o Salão do Vinho Argentino, rodadas de negócios, entre outros.

Com a realização do evento, Foz do Iguaçu também viveu dias intensos, movimentando diversos setores da economia local, com destaque para a hotelaria, a gastronomia e os atrativos, que ofereceram gratuidade ou condições especiais para o visitante durante o período do Festival.

“O nosso público é muito estratégico e pode ter certeza de que suas impressões são multiplicadas por todo o Brasil”, finalizou Paulo Angeli.