Resort Arcobaleno, em Porto Seguro, apresenta seus novos mascotes

O Resort Arcobaleno, em Porto Seguro (BA), é reconhecido pelos hóspedes por sua ampla estrutura de lazer e farta programação de atividades para adultos e crianças. A partir de agora, os pequenos contam também com três divertidos mascotes: a baleia Balena, o pássaro Topetinho e o sagui Primatinha. Os personagens representam animais da fauna do litoral sul da Bahia e vão interagir com os hóspedes mirins durante a recreação e nos eventos temáticos que acontecem regularmente no hotel.

A Balena é uma meiga baleia jubarte que adora cozinhar e contar histórias. Sua família vem sempre visitá-la no Sul da Bahia entre julho e outubro e já virou atração turística em Porto Seguro. Os outros dois mascotes vieram se juntar aos seus respectivos clãs, que já vivem na reserva ambiental de Eco-Clube de Praia do Arcobaleno. Topetinho é um descabelado anu-branco, muito divertido e romântico. Ele adora cantar, tocar instrumentos musicais e fazer palhaçadas. Não pode ver ninguém sozinho no Arco que já quer dar uma de cupido e encontrar um par romântico para ele. Já o Primatinha é a simpatia em forma de sagui. Charmoso e divertido, adora dançar, praticar esportes e brincar com as crianças. E também tem mania de se coçar e coçar os outros.

“Há muito tempo desejávamos a presença de mascotes que pudessem interagir com os hóspedes e que combinassem com as iniciativas ambientais do Arcobaleno. Eles estarão presentes no check-in infantil e em atividades programadas nos variados espaços de recreação. O objetivo é causar encantamento e, ao mesmo tempo, contextualizar com as atividades do hotel”, diz Vívia Marinho, coordenadora de Lazer do Arcobaleno.

Balena, Topetinho e Primatinha são uma criação de Mauro Vieira, cenógrafo e designer carioca, pioneiro na criação de mascotes para resorts e hotéis no Brasil, além de cenografia de Espaços Kids. Ao longo de 40 anos de carreira, trabalhou também em programas de televisão infantis das emissoras SBT, Record e Rede TV! e nos parques Playcenter e Hopi Hari, todos em São Paulo.
“Cada mascote interage com as crianças de acordo com suas características e missões. Esse teor lúdico cria fidelização ao setor kids e torna o projeto muito atrativo. Também acredito que os personagens cumprem a função de educar de forma divertida e ajudam na socialização e inclusão das crianças”, diz Mauro.