Destinos LGBTQIA+: Canadá lidera como o mais seguro do mundo

A questão da igualdade e segurança para a comunidade LGBTQIA+ tem se tornado cada vez mais relevante ao redor do mundo. Enquanto muitos países avançam na garantia de direitos e proteções legais, alguns se destacam como destinos especialmente acolhedores para o turismo. Neste 28/6 se celebra o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+. O Hurb, empresa de tecnologia que atua no mercado de turismo há 13 anos, sugere uma programação turística voltada especialmente para esse público. Os destinos foram selecionados com base no ranking feito pelo Asher&Lyric, portal de viagens que considerou dez fatores para avaliar 203 países. A pesquisa teve como objetivo apurar quais são os países mais receptivos ao público minorizado.

Canadá é o primeiro lugar da lista de destinos mais seguros e acolhedores para a comunidade LGBTQIA+. O casamento entre pessoas do mesmo sexo é legalizado, existem proteções constitucionais contra discriminação e criminalização da homofobia como crime de ódio. O país também permite adoção por casais do mesmo sexo e retificação de gênero sem cirurgia. Em Toronto, o bairro Church and Wellesley, conhecido como “The Village”, é o coração da comunidade,com bares, clubes e eventos culturais. Além disso, o Toronto Pride atrai milhões de visitantes anualmente. Em Vancouver, o bairro Davie Village é famoso por seus estabelecimentos voltados para o público LGBTQIA+. Além disso, existem as belezas naturais, como o Stanley Park e as Montanhas North Shore, ideais para trilhas.

Em segundo lugar está a Suécia, que é conhecida por sua forte cultura de igualdade e direitos humanos. Desde a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo em 2004, o país oferece proteções constitucionais contra a discriminação e criminaliza a violência contra a população LGBTQIA+. Assim como o Canadá, o país também permite a adoção por casais homossexuais e facilita a retificação de gênero sem comprovação de redesignação cirúrgica. Em Estocolmo, o bairro Södermalm é famoso pela vida noturna, e o Stockholm Pride atrai visitantes de todo o mundo com desfiles, festas e atividades culturais. Localizado na cidade de Gotemburgo, Liseberg é um dos maiores parques de diversões da Europa. Já o bairro Haga, em Solna, encanta por suas ruas de paralelepípedos e cafés.

A Noruega é outro país exemplar em termos de direitos LGBTQIA+ e está em terceiro lugar na lista. Com o casamento entre pessoas do mesmo sexo legalizado, violência criminalizada e proteções constitucionais, o país oferece um ambiente seguro. Em Oslo, o bairro Grünerløkka é conhecido por seus cafés, bares e lojas, além do Oslo Pride anual, que celebra a diversidade com desfiles e shows. Em Bergen, os visitantes podem explorar as belezas naturais, museus e galerias de arte locais.

 

CENÁRIO BRASILEIRO

O Brasil ocupa a 33ª posição do ranking. A legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo e a oferta de proteções contra a discriminação contribuem para o resultado positivo entre os 203 destinos avaliados. Além de fatores já mencionados, como as políticas voltadas para proteção de pessoas LGBTQIA+ e a permissão para adoção por casais do mesmo sexo. Contudo, os pontos negativos são a qualidade de vida (avaliada como boa por mais de 51% dos residentes) e a taxa de homicídio de pessoas transgênero que, com a pontuação de 8,3 é a maior da lista.

No Brasil, algumas cidades se destacam como melhores destinos LGBTQIA+ de acordo com o Prêmio Viaja Bi! 2024. A premiação é feita por um júri de especialistas em turismo e viajantes experientes. Eles contribuíram com opinião por terem conhecimento e/ou um olhar específico sobre as tendências no turismo LGBTQIA+.

1º lugar – São Paulo: a maior cidade do Brasil é um verdadeiro polo cultural e gastronômico. A Avenida Paulista é um dos pontos turísticos mais famosos, com seus museus, como o Museu de Arte de São Paulo (MASP), e eventos ao ar livre. O Parque Ibirapuera é uma ótima opção para quem gosta de natureza e atividades ao ar livre. É possível fazer trilhas, áreas para piquenique e conhecer espaços culturais como o MAM e a Oca;

2º lugar – Rio de Janeiro: conhecida mundialmente por suas praias como Copacabana e Ipanema, o Rio de Janeiro também oferece uma rica vida cultural. O Cristo Redentor e o Pão de Açúcar são atrações que proporcionam vistas de toda a cidade. A Lapa, com seus arcos históricos e vida noturna, é outro ponto alto, assim como o Jardim Botânico, que é um refúgio de tranquilidade em meio à cidade;

3º lugar – Salvador:a capital da Bahia é famosa por seu centro histórico, o Pelourinho, que é Patrimônio Mundial da UNESCO. As ruas de paralelepípedos, igrejas coloniais e a rica cultura afro-brasileira fazem de Salvador um destino único. A cidade também é conhecida por suas praias, como Porto da Barra e Itapuã, e pelo Carnaval, que é um dos mais populares e tradicionais do Brasil.