Turismo de experiências é a principal motivação para viajar

As experiências vivenciadas em uma viagem são a maior motivação de praticamente 9 em cada 10 turistas brasileiros. Para usufruírem dessas vivências, eles preferem estar sozinhos (26%) ou acompanhados por companheiros e filhos (40%) e têm especial predileção pelos passeios a pé nas cidades visitadas (63%) como principal atividade. O contato com a natureza e o ecoturismo estão entre os maiores interesses desse público (57%) e quase 70% buscam por momentos de relaxamento. É o que revela uma pesquisa realizada pelo Sebrae e o TRVL LAB, um laboratório de inteligência de mercado em viagens, visando conhecer melhor o mercado do turismo de experiência no Brasil.

O levantamento mostra que o brasileiro está sintonizado com o comportamento do mercado global, que tem registrado um crescimento expressivo do turismo de experiência. Impulsionado principalmente pelo impacto do período de isolamento social gerado pela pandemia, o ato de viajar se fortaleceu como uma atividade exploratória, com foco em experiências para se aproveitar o melhor de cada lugar. Essa atitude tornou-se fator determinante para a escolha, inclusive, dos destinos.

Para a analista de Competitividade do Sebrae Germana Magalhães, o Brasil tem muito a ganhar com o fortalecimento desse perfil do turista nacional e estrangeiro. “Além de termos um país rico e diverso, que oferece atrativos que vão da floresta Amazônica às praias, do Pantanal às serras gaúchas, temos também um povo com uma cultura única”, comenta.

Germana lembra que o turismo de experiência já é responsável por quase 60% do faturamento dos pequenos negócios do setor. “Estudos feitos pelo Sebrae apontam que o ecoturismo já é ofertado em 66% das empresas dessa indústria. Todo esse novo comportamento do turismo brasileiro e internacional está fortalecendo esse segmento, que vem registrando um crescimento de 30% ao ano e atualmente já responde por 9% do Produto Interno Bruto (PIB) do país”, comenta.

Ainda de acordo com a pesquisa, a parcela mais significativa dos entrevistados (32%) gastou acima dos R$ 5 mil em sua última viagem e sete em cada 10 fizeram as compras em cartão de crédito ou débito.

Quase 30% dos viajantes brasileiros fizeram a compra ou reserva da experiência no destino com um mês ou mais de antecedência e a grande maioria dos entrevistados (77%) usou o Instagram descobrir a atração visitada.

Outro aspecto importante indicado pela pesquisa trata da compra antecipada das experiência por meio de plataformas digitais – de acordo com o levantamento, 56% dos entrevistados usaram sites e aplicativos de agências de viagens para compra ou reserva das atividades.

Números da pesquisa

 

• 42% viajam com companheiro e filhos;

• 86% dizem que as experiências são o aspecto mais importante da viagem;

• 63% realizam passeios a pé pela cidade durante as suas viagens;

• 57% estão conectados com passeios pela natureza ou de ecoturismo;

• 67% querem vivenciar momentos de relaxamento;

• 77% utilizam o Instagram como principal plataforma para descobrir a experiência pela primeira vez;

• 52% pesquisam por experiências ao mesmo tempo em que pesquisam por voos e ou hospedagem;

• 46% realizam a reserva ou compra das experiências ao mesmo tempo em que pesquisam por voos e /ou hospedagem;

• 56% utilizaram sites e aplicativos de agências de viagens on-line para compra ou reserva de experiências;

• R$ 5 mil é a estimativa de gastos em experiência para 35% dos entrevistados;

• 70% utilizam o cartão de crédito ou débito como principal forma de pagamento.

 

 

C.Turismo

colunadeturismo@gmail.com