Portugal fecha as portas aos voos do Brasil; Argentina recomenda diminuir 50%

Nesta quarta-feira (27), Portugal anunciou a suspensão temporaria dos voos de e para o Brasil. A suspensão vigora a partir do dia 29 de janeiro e até o dia 14 de fevereiro.

O Ministério do Interior português disse que a piora da pandemia de coronavírus, que causa a Covid-19, no mundo e a detecção de novas variantes, uma delas oriunda do Brasil justificaram a decisão.

O Ministério do Interior afirma que nos voos de caráter humanitário está liberado o embarque de cidadãos da União Europeia e do Espaço Schengen (grupo de 26 países europeus, sendo que alguns deles não são da União Europeia), desde que sigam os mesmos protocolos para poder ingressar no país.

A LATAM Airlines Brasil informa que, em função das determinações do Governo de Portugal relacionadas à pandemia de Covid-19, suspendeu temporariamente as operações da rota São Paulo-Lisboa entre 29 de janeiro e 14 de fevereiro. A retomada do voo está sujeita às determinações das autoridades portuguesas.

A LATAM está em contato com os passageiros afetados para minimizar os impactos e, na medida do possível, oferecer soluções alternativas. Os clientes com passagens emitidas de/para Lisboa e Lima poderão optar por uma das seguintes alternativas sem cobrança de taxas, dentro da validade do bilhete:

· Remarcação da data do voo (sem multa ou diferença tarifária);

· Reembolso completo (sem multa) no prazo de 12 meses;

· Remarcação de origem/destino (sem multa e sujeito a diferença tarifária)

 

Argentina

O governo argentino exigiu que caia pela metade o fluxo atual de voos comerciais entre Brasil e Argentina, a fim de tentar frear o avanço de novas variantes da Covid-19 no país vizinho. A decisão foi anunciada pela própria Administração Nacional de Aviação Civil da Argentina (Anac) e vale também para México, Estados Unidos e Europa (nestes casos 30% de redução). Sendo assim, todas as companhias terão que reduzir seus voos entre Brasil e Argentina em 50%.

C.Turismo

colunadeturismo@gmail.com