Curitiba torna-se a capital do Turismo nos dias 9 e 10 de junho

Depois de dois anos sentindo fortemente os efeitos da pandemia, o reencontro dos profissionais do Turismo ocorre
em Curitiba. O segmento foi o primeiro que sentiu o impacto do coronavírus e busca sua retomada. As viagens já foram
liberadas, atendendo a diversos protocolos sanitários, mas depois destes dois anos o consumidor mudou, bem como as
maneiras de fomentar negócios neste segmento.

Para entender como fica o segmento e que rumos as empresas turísticas e destinos precisam tomar para se fortalecer,
ocorre a Expo Turismo Paraná. O evento é organizado e promovido pela Associação Brasileira das Agências de Viagens do

Paraná (ABAV-PR) e reúne uma grande feira de negócios, eventos simultâneos e capacitações. Exclusivo para profissionais do
Turismo, o evento acontece nos dias 9 e 10 de junho, em Curitiba, com a expectativa de reunir nos dois dias de evento cerca
de 5 mil profissionais do segmento e mais de 300 marcas. Este é o primeiro grande acontecimento do setor presencial em dois
anos.

A vontade de reencontrar profissionais conhecidos, fazer novas alianças e fortalecer as parcerias comerciais foi o que
fez com que todos os estandes do evento fossem vendidos em apenas quatro meses de comercialização. “Este é o primeiro
evento realizado depois da fase mais grave da pandemia. Muitos de nós, do trade turístico, ainda não nos reencontramos
pessoalmente em Curitiba. E, num setor como o nosso, não há nada melhor do que o olho no olho e de estabelecer relações
de confiança. Isso a gente começa em um evento como a Expo Turismo Paraná”, diz o presidente da ABAV-PR, João Alceu
Rigon Filho.

Como ficou o Turismo depois da pandemia?
O Turismo está se recuperando do grande baque: a queda do setor foi de 36,7% em 2020, com crescimento de 21,1%
no volume de serviços em 2021, comparado com 2020, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Para a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) o Turismo deixou de faturar R$ 214 bilhões em
2021. Neste contexto, ainda com os dados da CNC, 476 mil vagas formais foram fechadas em 2020, sendo registradas pelo
Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged); em 2021, foram criados 150,9 mil postos de trabalho, o que
corresponde a um terço do total perdido. O Turismo representava 7,7% do Produto Interno Bruto (PIB) no Brasil em 2019,
segundo dados da World Travel & Tourism Council (WTTC).

As entidades do segmento estimam que a recuperação ocorrerá completamente dentro de alguns anos, pois, depois
da crise sanitária veio a conjuntura econômica, que desfavorece o Turismo. Além disso, o perfil do turista mudou bastante.
“As pessoas buscam mais informação sobre o destino antes de fechar o pacote; além do cuidado com as medidas sanitárias, o
passageiro também precisa redobrar sua atenção com a documentação exigida em cada país. Não é todo mundo que tem essa
paciência e acabam recorrendo a viagens mais próximas de casa, de carro mesmo, com as pessoas da família ou pequenos
grupos”, explica o presidente da ABAV-PR, João Alceu Rigon Filho.

Assim, destinos regionais são muito favorecidos, além dos nacionais e dos que estão próximos do Brasil. É o caso da
serra gaúcha, das cidades do interior do Paraná, da serra gaúcha, da Argentina e do Uruguai – todos expositores da Expo
Turismo Paraná. “Estes destinos estão atentos que a hora deles potencializarem seu Turismo é agora e, por isso, muitos vêm
´vender o seu produto´ na Expo. É uma alegria para nós ter tantos destinos”, diz Rigon. Segundo a Organização Mundial do
Turismo (OMT), a tendência é a retomada gradual do turismo partindo dos destinos regionais, depois nacionais e, por fim,
internacionais – e isso favorece o turismo interno.

Outro segmento que viu suas vendas alavancarem foi o setor de seguro viagem. A maioria deles oferece agora
cobertura nacional e internacional para casos específicos de covid-19, como adoecer durante a viagem e ser necessário
atendimento hospitalar, até situações de imprevistos.

Feira de Negócios: vitrine, networking e dinheiro no bolso
A Feira possui 1326 metros quadrados de estandes, com cerca de 300 marcas na vitrine dos estandes. Estão expondo
no evento operadoras de turismo; meios de hospedagem; destinos regionais, nacionais e internacionais; cia marítima; cias
aéreas; serviços turísticos; empresas de transfers e transporte de passageiros. O evento também é prestigiado pelas entidades
ligadas ao setor, como Fecomércio Paraná, Sindetur PR, Sebrae Paraná e outras.

O Paraná é o Estado anfitrião do evento e terá uma área de destaque onde expõe as 15 regiões turísticas do Estado,
com suas vocações e atrativos, além de dar destaque especial aos parques estaduais, com a participação do Instituto Agua e
Terra (IAT).

Para fomentar negócios entre fornecedores e compradores, o Sebrae Paraná preparou quatro rodadas de negócios
que funcionarão por temas: encontro empresarial, mercado metropolitano, inovação e tecnologia, e agências de viagens. As
rodadas funcionarão por meio de agendamento prévio por meio do aplicativo Meu Sebrae (disponível nas lojas de apps),
realizar um cadastro e inserir o código 090622 para participar da Rodada de Negócios da Expo Turismo Paraná.

Qualificar para prosperar
Em paralelo com a Feira de Negócios, a Expo Turismo Paraná oferece uma série de oportunidades para profissionais
do trade atualizarem seus conhecimentos. São palestras sobre vendas (“Tem que ser fácil fazer negócios com você”, com
Fernando Chiara); gestão (“Mulheraço no Turismo: como elas utilizam a inteligência estratégica nos negócios); capacitação
sobre cruzeiros (Norwegian e Costa Cruzeiros); Turismo Sustentável; destinos (Paraná, Argentina e Rio Grande do Norte) e
tecnologia. Também estará em pauta o impacto da guerra na Ucrânia com palestra especial.

A Expo Turismo Paraná também recebe o 1º Seminário Nacional do Turismo de Fronteiras, que vai discutir aspectos
das cidades gêmeas, das políticas públicas e iniciativa privada, ilegalidades, cases e muito mais. O evento é promovido pela
Fecomércio Paraná e Confederação Nacional do Comércio. E o Instituto Municipal de Turismo de Curitiba também traz um
pouco da Escola de Turismo para a programação da Expo. Em seu estande, preparou oito programações especiais que falam
de muitos assuntos pertinentes aos profissionais do setor.

No estande de Curitiba também haverá uma programação de qualificação, com o projeto Escola do Turismo. Serão
oito oportunidades de capacitação gratuita sobre temas pertinentes ao serviço turístico contemporâneo.

Serviço:
Expo Turismo Paraná – evento exclusivo para profissionais do turismo realizado pela ABAV-PR
Datas: 9 e 10 de junho de 2022
Horários: Dia 9/06 (quinta-feira): 10h – abertura; das 12h às 20h – Feira de Negócios; das 14h às 20h – Capacitações. Das 16h
às 20h – 1º Seminário Nacional de Turismo de Fronteira. Dia 10/06 (sexta-feira): das 12h às 20h – Feira de Negócios; das 14h
às 20h – Capacitações.
Local: Expo Unimed Curitiba – Rua Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 Curitiba – Paraná – Brasil
Evento gratuito, com credenciamento no local.
Informações: (41) 3223 3411 ou www.expoturismoparana.com.br

C.Turismo

colunadeturismo@gmail.com