Programa SP+B anuncia propostas de desenvolvimento sustentável

Lançado em janeiro passado, o SP+B, um movimento global para acelerar o desenvolvimento sustentável e engajar o setor privado nos desafios de grandes cidades mundiais relacionados aos ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU -, anunciou dia 8/11 no Sesc Campo Limpo, São Paulo, 12 propostas de projetos a serem impulsionadas pelo programa até o fim de 2024. O programa SP+B foi co-realizado pelas empresas CAUSE, Labora e UP Lab, e é encabeçado pelo Sistema B – um movimento global de pessoas que usam os negócios para a construção de uma economia mais inclusiva, equitativa e regenerativa para as pessoas e para o planeta.

 

Mais de 100 organizações e 250 pessoas se engajaram nos debates, identificaram o que consideram como problemas prioritários de São Paulo e propuseram suas respectivas soluções e planos de trabalho para implementação. Todos os projetos estão alinhados aos ODS, estabelecidos pela ONU em sua Agenda 2030.

 

O SP+B – que conta com o patrocínio da Gerdau, Instituto Center Norte, Movida, Nespresso, Diagonal e Combio – integra o movimento Cidades+B, realizado anteriormente em Santiago (Chile), Barcelona (Espanha), Assunção (Paraguai), Mendoza (Argentina), Paris La Defénse (França) e no Rio de Janeiro, cidade piloto do programa em 2016.

 

“A metodologia do Sistema B contribuiu não apenas para quantificar o impacto socioambiental das empresas, mas também para reforçar a visão de que corporações têm o poder e a responsabilidade de ir além, transformando desafios urbanos em oportunidades de crescimento sustentável. Empresas que prosperam com foco em ESG são bem-vindas ao movimento que almeja remodelar São Paulo, a partir do protagonismo de seus moradores, com inovações para o bem-estar econômico e social da metrópole”, declara Rodrigo Santini, diretor executivo do Sistema B.

 

Estruturadas em torno de 5 eixos temáticos – Habitação, Economia Circular, Mobilidade, Trabalho e Renda e Segurança Alimentar – as 12 propostas de projetos do SP+B foram cocriadas ao longo dos últimos 10 meses, através de uma série de laboratórios de inovação multissetoriais. Os encontros contaram com a colaboração de especialistas em cada tema: Instituto Vivenda em Habitação, agência popular Solano Trindade em Segurança Alimentar, Insper em Mobilidade, FGVcenn em Trabalho e Renda e Exchange4Change Brasil e Ellen Macarthur Foundation em Economia Circular.

 

“Os desafios de São Paulo são tão grandes quanto as possibilidades de criar e implementar projetos que impactem positivamente a cidade. Esperamos que o SP+B inspire outras empresas e organizações da sociedade a se mobilizarem, criando assim um círculo virtuoso que se expanda muito além do movimento”, declara Luciana Scapin, co-líder do Cidades+B.

 

“É uma alegria para a Gerdau fazer parte do movimento SP+B, que tem o propósito de discutir coletivamente ações para tornar São Paulo, onde está a sede corporativa da empresa, uma cidade melhor para todas as pessoas. Nossa participação junto ao SP+B nos dá a oportunidade de contribuir com ideias, reflexões e soluções em dois eixos principais, de habitação e economia circular, os quais são pilares da nossa estratégia de atuação social e estão conectados ao nosso negócio”, afirma Paulo Boneff, líder de responsabilidade social da Gerdau.

 

“Nós acreditamos que o café pode ser uma força para o bem. Para alcançarmos os nossos objetivos em sustentabilidade, é de extrema importância estabelecermos parcerias estratégicas como a que temos com o SP+B. Somos pioneiros no segmento de cafés porcionados e queremos inspirar, por meio do exemplo, outras empresas a abraçarem a causa. Juntos poderemos acelerar soluções sustentáveis nos lugares onde atuamos, como a cidade de São Paulo, deixando um legado positivo para as próximas gerações”, afirma Marina Gargiulo, Gerente de Marca, Comunicação e Sustentabilidade da Nespresso Brasil.

 

“A sustentabilidade está no centro dos negócios da Companhia, somos movidos por uma agenda que promove um planeta melhor, desenvolvendo soluções que contribuem para uma mobilidade mais segura, inclusiva e sustentável. Isso vai ao encontro dos objetivos do Programa SP+B, do qual temos orgulho de fazer parte, afinal juntos podemos trabalhar a favor de uma mobilidade mais sustentável para todos, que impacte positivamente a rotina das grandes cidades, como São Paulo”, conta Felipe Zito Romera, gerente de Sustentabilidade da Movida.

 

“Para fazer a diferença, precisamos articular e fortalecer as conexões entre diversos setores para trazer soluções eficazes para o desenvolvimento socioambiental. Temos muita sinergia com os ideais do São Paulo +B e queremos somar ao projeto, construir uma rede potente de transformação e construir juntos, lado a lado, uma São Paulo sustentável”, declara Daniela Pavan, gerente executiva de sustentabilidade do Instituto Center Norte.

 

As 12 propostas de projetos anunciados são:

 

Trabalho e Renda:

 

Empodera tech: plataforma de inclusão produtiva que englobe: (a) levantamento de grupos de trabalhadores em escala, como as áreas têxtil, alimentícia, construção civil, serviços financeiros, saúde e limpeza (b) programa de letramento digital e (c) mapeamento de tecnologias sociais disponíveis. Público-alvo: piloto na Zona Leste 2 e Comunidade Zaki (Zona Norte), aliado ao potencial de rede do SP+B e suas conexões.

 

Contratação legal: Guia de boas práticas de contratação que amplie a força de trabalho diversa. Grupo de trabalho com 10 empresas B e organizações de impacto. Entre as características observadas estão: exemplos de novos formatos de contratação / vínculos contratuais; prós e contras, acertos e erros das empresas. Fomento ao desenvolvimento local. Público-alvo: jovens 18 a 24 anos; pessoas de baixa renda; negros e indígenas; 50+ e suas interseccionalidades.

 

Guia do futuro do trabalho: glossário sobre terminologias revisitadas relativas a trabalho, renda e empreendedorismo. Reavalia o uso atual, baseado em termos históricos, e propõe releituras que atualizem a linguagem como preparação mais acolhedora para o futuro do trabalho. Alinhamento de conceitos e reeducação de instituições públicas e privadas, a fim de que estas tenham um glossário não apenas de terminologia, mas de metodologias voltadas ao trabalho, que orientem também melhores práticas. Iniciativa inclui campanha de advocacy para a mudança efetiva de linguagem e, eventualmente, a regulamentação sobre o trabalho. Público-alvo: Acadêmicos, reguladores, Coalizão CEOs e Trabalhadores.

 

Segurança Alimentar

 

Alimentando a mudança: Elaboração de uma plataforma de informações detalhadas, a partir de pesquisa e escuta, sobre territórios vulnerabilizados e população socioeconomicamente invisibilizada. Mapeamento de iniciativas e ações que são capazes de atender essa população, através do acesso ao alimento, renda e mudança de hábitos. Público-alvo: população socioeconomicamente invisibilizada, varejo, indústria e empresas de tecnologia, secretarias municipais e responsáveis pelas políticas públicas.

 

Super Agricultor: programa “5 estrelas” de fortalecimento de agricultores urbanos de classe média, nas esferas material e humana, focado na atração e retenção de jovens. Públicoalvo: agricultores urbanos (sobretudo jovens), parceiros e comunidade onde esses agricultores estão inseridos; jovens que buscam uma carreira profissional.

 

Mãos da terra, mãos do prato: estudo de questões estruturais relacionadas à fome e insegurança alimentar. mapeamento da insegurança alimentar e de iniciativas de mitigação do problema em SP. Oficinas de capacitação para a estruturação de projetos de financiamento. Público-alvo: mulheres em situação de vulnerabilidade, desemprego, e insegurança; organizações sociais, empresas e setor público

 

Habitação

 

Lidera Moradia: construção de ferramenta de conteúdo que apoie lideranças comunitárias no desenvolvimento de seu bairro, com casos e metodologias já existentes de organizações como Diagonal, Tide Setúbal e Gerando Falcões. Público-alvo: líderes comunitários ou qualquer pessoa que quer ter acesso a desenvolvimento territorial.

 

Economia Circular:

 

Re-shopping: visa estabelecer um ecossistema circular no Norte Shopping, envolvendo a comunidade da Zona Norte de SP, empresas B e diversos parceiros, tendo como objetivo mapear, ampliar e promover negócios e projetos circulares na região. Público-alvo: comunidade da Zona Norte de São Paulo e empresas B.

 

Semente circular: programa de educação ambiental e alimentar nas escolas como estratégia de promoção da economia circular no território. Capacitação de educadores do Ensino Fundamental 1 como agentes ambientais, através da escuta atenta e valorização das potências locais, promovendo a economia circular no território. Público-alvo: educadores/ séries do Ensino Fundamental 1 (1 professor por turma +currículo integrado).

 

Mobilidade:

 

Dados em movimento: Inclusão de perguntas com recortes que gerem evidências (PDCs, raça, gênero) em pesquisas orientadoras de planos de mobilidade para pautar políticas públicas e iniciativas privadas. Público-alvo: PDCs, mulheres, pessoas negras e indígenas e pesquisadores

 

Conexão Centro Periferia: Oficinas de desenhos de linhas de ônibus, para incentivar o engajamento das pessoas a pensarem coletivamente os trajetos. Público-alvo: população das áreas de influência, poder público, associações de bairro, empresas de localização e iniciativa privada.

 

Empresas pela mobilidade: Criação de uma política empresarial e índice de mobilidade urbana. Sugestão de plano e indicadores para fomentar a intermodalidade entre empresas. Público-alvo: funcionários, colaboradores e terceirizados.

 

Sobre os realizadores

 

Sobre o Sistema B

O Sistema B é uma organização parceira do B Lab desde 2012, responsável pelo engajamento, divulgação e promoção local de todo movimento B no Brasil e América Latina. Ele articula um movimento global de pessoas que usam os negócios para a construção de uma economia mais inclusiva, equitativa e regenerativa para as pessoas e para o planeta. No Brasil, já são mais de 300 Empresas B, existem outras 1000 na América Latina e mais de 6.000 em todo o mundo. Todas compartilham um perfil de negócio que equilibra propósito e lucro, considerando o impacto de suas decisões em seus trabalhadores, clientes, fornecedores, comunidade e meio ambiente.

 

Sobre a CAUSE

Consultoria que conecta marcas e organizações às causas do nosso tempo, através de ações de conscientização, engajamento, mobilização de diversos atores da sociedade, estratégias integradas de comunicação e advocacy, em torno de causas transformadoras; trabalho que visa o aumento do desempenho ESG.

 

Sobre a Labora

Criada em 2018, a Labora é uma startup voltada a acelerar o crescimento de negócios, a partir de sua tecnologia “Impact Growth” que alia performance para negócios e impacto social positivo para empresas em transição digital e conscientes da necessidade de buscarem novas soluções para talentos com diversidade. A Labora diferencia-se por buscar resultados para empresas através de soluções “de ponta a ponta” para a inclusão produtiva de perfis historicamente excluídos, como profissionais 50+ e suas intersecções. Convidandoos a integrar uma comunidade de aprendizagem, a participar de programas gratuitos de requalificação profissional em plataforma de EAD de metodologia proprietária e a atuarem em formatos flexíveis de trabalho, como os contratos “Labora Flex”, que respeitam os dias e horários que cada pessoa quer trabalhar. A Labora tem entre seus parceiros estratégicos a Microsoft, Oracle, Sebrae.

 

A Labora é empresa certificada internacionalmente por seu impacto socioambiental positivo gerado, pelo B-Lab / Sistema B, como uma empresa B (B-Corp), e tem se destacado nacional e internacionalmente como uma das principais plataformas do futuro do trabalho para profissionais acima de 50 anos, por organizações como ILC-UK (International Longevity Center da Inglaterra), Fundación MAPFRE (Espanha) e Aging 2.0 Brasil.

 

Sobre o UP Lab

A UP Lab é um laboratório de inovação e impacto positivo. Atua como uma consultoria que cria e implementa projetos especiais desenvolvidos sob medida, unindo estratégia, comunicação, inovação e branding à serviço do impacto positivo. Acredita na inteligência coletiva e na diversidade como lentes para visualização de futuros desejáveis e assim apoia marcas e organizações em processos de transformação e transição para uma nova era. É uma empresa B certificada, atendendo assim aos mais altos padrões de impacto social e ambiental.

 

Sobre a Gerdau

Com 122 anos de história, a Gerdau é a maior empresa brasileira produtora de aço e uma das principais fornecedoras de aços longos nas Américas e de aços especiais no mundo. No Brasil, também produz aços planos, além de minério de ferro para consumo próprio. Além disso, possui uma divisão de novos negócios, a Gerdau Next, com o objetivo de empreender em segmentos adjacentes ao aço. Com o propósito de empoderar pessoas que constroem o futuro, a companhia está presente em 9 países e conta com mais de 36 mil colaboradores diretos e indiretos em todas as suas operações. Maior recicladora da América Latina, a Gerdau tem na sucata uma importante matéria-prima: 71% do aço que produz é feito a partir desse material. Todo ano, 11 milhões de toneladas de sucata são transformadas em diversos produtos de aço. A companhia também é a maior produtora de carvão vegetal do mundo, com mais de 250 mil hectares de base florestal no estado de Minas Gerais. Como resultado de sua matriz produtiva sustentável, a Gerdau possui, atualmente, uma das menores médias de emissão de gases de efeito estufa (CO₂e), de 0,86 t de CO₂e por tonelada de aço, o que representa aproximadamente a metade da média global do setor, de 1,91 t de CO₂e por tonelada de aço (worldsteel). Para 2031, a meta da Gerdau é diminuir as emissões de carbono para 0,83 t de CO₂e por tonelada de aço. As ações da Gerdau estão listadas nas bolsas de valores de São Paulo (B3), Nova Iorque (NYSE) e Madri (Latibex).

 

Sobre a Nespresso

A Nestlé Nespresso SA é pioneira e referência em cafés porcionados de alta qualidade sustentável. A empresa trabalha com mais de 150.000 agricultores em 15 países por meio de seu Programa AAA de Qualidade Sustentável™ para incorporar práticas de sustentabilidade nas fazendas e nas paisagens. A marca tem investido na economia circular e na reciclagem de cápsulas, possui aproximadamente 300 pontos de coleta no Brasil e oferece uma solução de reciclagem para todos os clientes brasileiros. Todas as informações sobre a Nespresso e o compromisso com sustentabilidade podem ser encontradas no site.

 

Sobre a Movida

A Movida (MOVI3) é uma empresa de aluguel de carros que oferece soluções inovadoras em mobilidade urbana para todo tipo de necessidade. Pioneira em oferecer serviços como aluguel mensal para pessoa física, Wi-Fi no carro, pré-pagamento e ChatBot nas redes sociais, foi a primeira locadora do país a ir além do carro, ajudando a revolucionar o setor de locação no Brasil. Antenada aos novos tempos, investe em sustentabilidade, sendo a primeira locadora de veículos no mundo, listada em bolsa, a receber a Certificação de Empresa B, fazendo parte de um seleto grupo de companhias que têm como modelo de negócios o desenvolvimento socioambiental. No Brasil, foi a primeira a ter um programa como o Carbon Free, que neutraliza as emissões de CO2 das locações dos seus clientes.

 

Desde 2006 no mercado, a Movida foi adquirida em 2013 pela JSL (atualmente faz parte do GRUPO SIMPAR), abriu capital em fevereiro de 2017 e hoje é uma das empresas da SIMPAR S.A. Com perfil inovador aliado a forte governança corporativa, atua tanto no varejo, com aluguel de carros, como no mercado corporativo, com a terceirização de frotas para empresas, além da venda de seminovos. Após diversos investimentos nos últimos quatro anos, conta com uma frota de mais 204 mil veículos, 250 lojas de aluguel de carros e 93 pontos de venda de seminovos. Mais informações no site da Movida: https://www.movida.com.br/.

 

Sobre o Instituto Center Norte

O complexo multiuso Cidade Center Norte, formado por Shopping Center Norte, Lar Center, Expo Center Norte e Novotel, criou, em 2022, o Instituto Center Norte, uma organização sem fins lucrativos cuja finalidade é ajudar a melhorar a qualidade de vida e a renda dos moradores da zona norte de São Paulo. Hoje já são mais de 7mil pessoas beneficiadas pelos projetos e mais de 40 ONGs impactadas na Zona Norte. Agora, a Cidade Center Norte se amplia com a construção de um novo espaço em uma área de 600 mil m². Saiba mais em: www.cidadecenternorte.com.br.

C.Turismo

colunadeturismo@gmail.com